Porta-Livros

O escritor argentino Guillermo Martínez esteve em Portugal em 2004 para apresentar o seu título Crimes Imperceptíveis, edição da Ambar. Com Oxford por cenário, trata-se de um policial clássico, com a particularidade de ser vivido no mundo da matemática. Martínez descreveu assim a sua obra: “Crimes Imperceptíveis é um policial com enredo quase clássico, onde um dos detectives é um lógico matemático que tem de estabelecer a ligação entre uma série de crimes e uma série de símbolos lógicos que aparecem em cada crime”.

Crimes Imperceptíveis, apesar de ter um autor argentino, exibe as características de uma obra britânica. Concorda?
Apesar do enredo do romance corresponder à tradição do romance inglês, o facto de uma das personagens ser argentina e o modo como vê o mundo inglês, somado a que outra das personagens é um mestre argentino, creio que lhe dá um aspecto diferente do romance policial clássico…

Ver o post original 870 mais palavras

Anúncios